Alfred Hitchcock nos bastidores do filme Psicose

Artes, Cinema, Personalidades, Século XX Alfred Hitchcock nos bastidores do filme Psicose
* Por Museu de Imagens


Alfred Hitchcock nos bastidores do filme Psicose

Alfred Hitchcock (1899 – 1980) nos bastidores de Psycho (Psicose), 1960.

Alfred Hitchcock

Considerado o mestre do suspense, Hitchcock conquistou o público com seus filmes que não só traziam histórias impressionantes, como também através da captação perfeita de cenas cheias de expressividade. Porém, de onde vem tanto talento? Ninguém duvida que Alfred Hitchcock fazia cinema como ninguém e isso se deve justamente, aliado ao seu talento natural, ao fato dele ter nascido do cinema mudo, quando as expressões eram essenciais para se produzir um bom filme. O diretor aprendeu muito com o expressionismo alemão daquela época, mesmo tendo começado a fazer cinema na Inglaterra, mas é fato, que tanto o que foi visto no cinema da Alemanha, como dos EUA, serviu de base para criar suas idéias e transportá-las para as telas.

O que Hitchcock mais gostava de fazer era criar personagens misteriosos, ambíguos, deixando o público sem conseguir traçar um perfil e as ações do personagem. Tudo isso criava uma esfera de suspense em suas produções. Além disso, o diretor soube, como ninguém, sobreviver à brutal passagem do cinema mudo para aquele moderno, com som, entretanto, sem abrir mão de toda a experiência adquirida com o primeiro. Por fim, o diretor se superou em produzir filmes de sucesso, com cenas que falavam por si próprias e histórias as quais o público nunca sabia o desfecho, como em “Psicose” (baseada na obra de Robert Bloch) e “Os Pássaros”.

Foto retirada do livro “The Moment of Psycho: How Alfred Hitchcock Taught America to Love Murder”