1973: Golpe militar no Chile e assassinato de Salvador Allende

Batalhas Históricas, Guerras, Personalidades, Política, Século XX 1973: Golpe militar no Chile e assassinato de Salvador Allende
* Por Talita Lopes Cavalcante


1973: Golpe militar no Chile e assassinato de Salvador Allende

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.

11 de Setembro de 1973 — Golpe militar no Chile e assassinato de Salvador Allende.

O ex-presidente chileno Salvador Allende

No dia 4 de setembro de 1970, Salvador Allende foi eleito presidente do Chile. Através da aliança socialista-comunista com a Unidade Popular, ele pretendia nacionalizar os maiores conglomerados econômicos no país, buscando a implementação do socialismo por vias pacíficas.

Contudo, durante o primeiro ano no poder, o presidente recém-eleito não conseguiu maioria no Congresso para colocar em prática seu programa de governo. Com apenas 36% de apoio, os pontos principais do projeto socialista foram atrasados. Ainda assim, Allende deu prosseguimento à estatização de outros setores, como o setor energético, bancário e deu início à reforma agrária.

Ao mesmo tempo em que iniciou seu plano de nacionalização de diversos setores, o presidente conseguiu frear a crise econômica que estava instalada no país. Após 3 anos, com uma forte presença da Unidade Popular no Congresso, a oposição, apoiada pelas grandes indústrias e pelos militares, começou a preparar um golpe para destituir o governo instituído.

Após uma primeira tentativa de golpe que não deu certo, a oposição buscou mais alianças e se reorganizou para uma nova estratégia. Finalmente, em 11 de setembro de 1973, devido às pressões advindas da oposição, Salvador convocou um plebiscito para que a população decidisse se ele continuaria na presidência.

O golpe militar e o assassinato do presidente Salvador Allende

A ideia de Allende foi frustrada quando o General Augusto Pinochet, supostamente seu aliado, avisou e rearticulou o golpe junto da oposição para a data do plebiscito: 11 de setembro de 1973. Nesse dia, o palácio presidencial da Moneda foi cercado e tomado por tanques das Forças Armadas.

Em um último momento, Salvador Allende se dirigiu ao povo pela rádio da Central Única dos Trabalhadores, despedindo-se e apostando na força dos trabalhadores e dos jovens para recuperarem o país. Pouco tempo depois, o palácio foi ocupado pelas forças militares e Allende foi assassinado. O golpe estava dado e por 26 anos, o Chile viveu uma das ditaduras mais sangrentas da América Latina.

AFP