Revolta da Vacina: bonde virado na Praça da República

Brasil, Política, Século XX Revolta da Vacina: bonde virado na Praça da República
* Por Talita Lopes Cavalcante


Bonde virado na praça da República por ocasião da Revolta da Vacina, 1904.

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.

Bonde virado na praça da República por ocasião da Revolta da Vacina, 1904.

A Revolta da Vacina

Uma das primeiras e mais importantes revoltas populares durante a primeira República, em busca dos direitos da população pobre, a Revolta da Vacina eclodiu em 1904 no Rio de Janeiro. Os insurgentes se revoltaram devido à violência utilizada contra a população para a vacinação forçada durante a operação montada pelo sanitarista Oswaldo Cruz, Diretor Nacional de Saúde Pública, no Rio de Janeiro, capital brasileira na época.

A campanha foi feita a mando do Presidente Rodrigues Alves, como parte de uma série de reformas e projetos de urbanização. A determinação era a de que os agentes sanitários entrassem nas casas das pessoas, desnudassem mulheres e crianças, em sua maioria contra sua vontade, para aplicar a vacina contra a febre amarela e varíola. Na imagem, populares derrubaram um bonde em protesto durante a revolta.

Foto: © Marianno da Silva. Acervo da Fundação Biblioteca Nacional.
Rio de Janeiro, foto publicada na revista da semana de 27 de novembro de 1904.