Che Guevara e a Rádio Rebelde

Biografias, Personalidades, Política, Século XX Che Guevara e a Rádio Rebelde
* Por Italo Magno


Che Guevara e a Rádio Rebelde

“Aqui Radio Rebelde! Aqui Radio Rebelde!”

Che Guevara na Radio Rebelde em Sierra Maestra

A estação de rádio clandestina conhecida como Radio Rebelde foi fundada em 24 de fevereiro de 1958 pelo Comandante Ernesto Guevara de la Serna, o Che Guevara, em Altos de Conrado, Sierra Maestra, província oriental de Cuba. A primeira transmissão durou 20 minutos e foi imortalizada na radiodifusão cubana com a chamada “Aqui Radio Rebelde! Aqui Radio Rebelde! Transmitiendo desde la Sierra Maestra en territorio libre de Cuba”. Che Guevara supostamente teria ficado impressionado com o poder das comunicações via rádio depois de analisar o papel fundamental que a estação clandestina La Voz de la Liberación, implantada pela CIA na Guatemala, exerceu na queda do governo de Jacobo Arbenz em 1954.

A Rádio Rebelde foi imprescindível para o sucesso da Revolução Cubana, vez que com a intensificação dos conflitos, o governo aumentou a censura sobre a imprensa cubana. Fidel Castro e sobretudo Che Guevara, sabiam que uma estação de rádio era a única maneira de falar diretamente com o povo. Na Rádio Rebelde, longos discursos e entrevistas de Fidel Castro eram transmitidas aos cubanos, que passaram a confiar na rádio, fazendo com que a audiência alcançasse proporções gigantescas. Nas cidades e vilas, as pessoas fechavam as janelas para sintonizar a programação veiculada entre 17 e 21 horas.

Che Guevara na Radio Rebelde em Sierra Maestra

Che Guevara, responsável pela Radio Rebelde em Sierra Maestra, durante a Revolução Cubana.

Em 9 de abril de 1958, a estação clandestina inflamou os trabalhadores de Havana para uma greve geral, com o intuito de que a economia do país fosse paralisada. Contudo, o apelo não surtiu tanto efeito entre os habaneros, fazendo com que a tentativa de rebelião fosse rapidamente esmagada pelas forças do governo. O fracasso da rebelião de abril deixou Fidel Castro convencido de que a revolução só poderia ser vencida no campo de batalha.

A tomada de Havana

Na véspera do Ano Novo de 1958, a estação transmitiu os primeiros relatos da tomada de Santa Clara pela coluna de Che Guevara. Já no primeiro dia de 1959, Fidel Castro reiterou o pedido de greve geral e rechaçou todas as tentativas de negociação dos militares, que almejavam um golpe de estado para substituir o presidente Fulgêncio Batista por um general do Exército. Fidel reforçou a ordem para que sua força revolucionária invadisse a cidade de Havana e tomasse o controle. Em poucas horas, o exército cubano se rendeu, Batista fugiu e a Revolução Cubana triunfou.

Aniversário da Rádio Rebelde

Durante a celebração do décimo quinto aniversário de fundação, Fidel disse: “…a Rádio Rebelde tornou-se realmente nosso meio de divulgação massiva, com o qual nós nos comunicamos com o povo e se transformou em uma estação com altos índices[…]de maneira que era um centro de comunicações militares extremamente importante, além de ter sido uma ferramenta de enorme alcance que desempenhou um papel político muito importante durante toda a guerra…”.

Atualmente, a Radio Rebelde transmite 24 horas por dia uma programação essencialmente informativa, dedicada principalmente à eventos esportivos nacionais e internacionais. A estação está localizada no prédio do Instituto Cubano de Rádio e Televisão (ICRT), em Havana, capital de Cuba.

Referências:
R.adio R.ebelde. Acesso em Agosto de 2013.
Revolution! Clandestine Radio and the Rise of Fidel Castro. Don Moore. Acesso em Agosto de 2013.